Muitos americanos acham que Lincoln e Washington mentiam

Agência AFP

WASHINGTON - Grande maioria dos americanos estima que seus presidentes mais emblemáticos, com frequência apresentados como exemplos de honestidade - George Washington e Abraham Lincoln - mentiam no exercício de suas funções, segundo pesquisa publicada nesta segunda-feira.

Segundo o enquete realizada por CNN/ORC Research, dois em cada três americanos acham, também, que seus dirigentes políticos atuais são desonestos.

Quase três quartas partes (74%) das pessoas ouvidas acreditam que George Washington, considerado o pai da Nação, mentia no exercício de suas funções e 71% pensam a mesma coisa de Abraham Lincoln, que dirigiu o país durante a Guerra de Secessão e aboliu a escravidão.

Já 75% das pessoas ouvidas declararam que a palavra "honesto" não se aplicava aos dirigentes políticos atuais, contra 22% que opinam o contrário (a margem de erro é de mais ou menos 3 pontos).

A pesquisa foi feita de 12 a 15 de fevereiro com 1.023 adultos.