Assinatura de acordo de paz leva esperança à região de Darfur

Portal Terra

AFP - O governo sudanês e um importante grupo rebelde de Darfur, o Moviminto Justiça e Igualdad (JEM, na sigla em inglês), assinaram neste sábado no Chade um cessar-fogo e um acordo para manter negociações de paz diretas, anunciou a rebelião.

"Acabamos de assinar o acordo com o governo sudanês", declarou à AFP por telefone em Ndjamena Ahmed Hussein, porta-voz do JEM, um dos principais grupos insurgentes de Darfur, província sudanesa que é cenário de uma guerra civil.

O acordo será assinado de novo oficialmente em Doha na presença do presidente sudanês, Omar el Bechir, e de seu colega chadiano Idriss Deby.

"Durante as negociações de paz, abordaremos a distribuição das riquezas, a divisão do poder, o retorno dos deslocados, a compensação (para as vítimas do conflito) e os prisioneiros da rebelião", disse Hussein.

As duas partes também assinaram um cessar-fogo em Darfur, onde a guerra já deixou 300 mil mortos desde 2003, segundo a ONU, e 10 mil de acordo com Cartum, além de 2,7 milhões de deslocados.

Em Cartum, o presidente sudanês anunciou neste sábado o perdão das penas de morte contra 100 rebeldes do JEM.