Bombeiros permanecem no Haiti mesmo com anúncio do fim das buscas

Agência Brasil

RIO - Os 31 bombeiros do Rio de Janeiro que ajudam no resgate das vítimas do terremoto no Haiti devem permanecer naquele país, mesmo com o anúncio do governo haitiano sobre o fim das buscas por sobreviventes. A afirmação é do comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio, coronel Pedro Machado.

Segundo ele, os bombeiros permanecem no Haiti até que o governador do Rio, Sérgio Cabral, ou o secretário de Saúde e Defesa Civil, Sérgio Cortes, determinem a volta do grupamento de busca e salvamento que atua no país caribenho.

Os bombeiros do Rio de Janeiro viajaram para o Haiti em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) no dia 14 de janeiro, com quatro cães farejadores, para ajudar no trabalho de busca e resgate das vítimas.