Um milhão de pessoas precisam de abrigo imediato no Haiti, diz OIM

Daniela Traldi, Rádio das Nações Unidas

NOVA YORK - A Organização Internacional para Migrações, OIM, afirmou que pelo menos 25 mil vítimas do terremoto no Haiti devem receber ajuda nesta quarta-feira em cinco centros de apoio humanitário na capital Porto Príncipe.

Segundo o órgão, pelo menos 60 mil pessoas já receberam assistência de emergência na última semana.

Improvisados

A OIM informa que as vítimas que perderam suas casas foram encaminhadas para abrigos, e que está trabalhando para resolver a situação daqueles que estão vivendo em acampamentos espontâneos.

O órgão ressalta que existem mais de 300 desses acampamentos pela cidade, com cerca de 370 mil pessoas morando em locais improvisados, sem acesso à água.

O chefe da missão da OIM no Haiti, Vincent Houver, disse que bairros inteiros estão vazios, que os mais pobres permaneceram na cidade mas que muitos deixaram Porto Príncipe em direção a áreas onde moram familiares ou amigos.

Fluxos

Houver afirmou que os deslocados também estão se dirigindo para cidades que não tem capacidade para absorver esses fluxos.

A OIM estima que 200 mil famílias, cerca de um milhão de pessoas tem necessidade imediata de abrigo.