Lula: espírito de união motiva ajuda brasileira ao Haiti

Laryssa Borges, Portal Terra

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que o espírito de união entre povos e culturas motiva historicamente a ajuda que o Brasil oferece ao Haiti.

Defensor, segundo o presidente, de "causas universais", o Brasil atua no país desde 2004 por meio da Minustah, a missão das Nações Unidas para a estabilização da nação caribenha.

"Somos confiantes num futuro que se constrói a partir da rica diversidade de nossa herança. Essa mensagem de tolerância e esperança também forjou o Brasil, um país que une povos e culturas", disse o presidente Lula durante homenagem ao emir do Catar, Xeque Hamad Bin Khalifa Al Thani, afirmando "o momento em que enfrentemos as trágicas consequências do terremoto que se abateu sobre o país irmão". "Esse é o espírito que nos levou a atuar, desde 2004, no Haiti em parceria com as Nações Unidas."

No discurso em homenagem ao emir do Catar, o presidente não mencionou o novo tremor de terra em território haitiano e tampouco comentou os abalos sísmicos na fronteira entre o México e a Guatemala.

Ajuda ao Haiti

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), informou por meio de sua assessoria que na próxima semana a comissão representativa do Congresso, que trabalha durante o recesso parlamentar, deverá analisar um pedido do Ministério da Defesa para que 700 militares reforcem o contingente brasileiro no Haiti.