Brasil entrega ex-repressor uruguaio à Argentina

Agência ANSA

BRASÍLIA - A Polícia Federal brasileira entregou hoje o ex-repressor uruguaio Manuel Juan Cordero às autoridades argentinas, informou à ANSA o secretário do Movimento de Justiça e Direitos Humanos do Brasil (MJDH), Jair Krischke.

"Cordero foi entregue na manhã de hoje em Uruguaiana (RS) às autoridades da Argentina", contou Krischke à ANSA.

Segundo o ativista, o ex-repressor deixou Santana do Livramento (RS), onde vivia desde 2004, em um automóvel da Polícia Federal, "escoltado por um veículo da Polícia Rodoviária Federal, com um médico a bordo".

A extradição de Cordero foi aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em agosto. Na Argentina, ele é acusado pelos desaparecimentos de pelo menos 11 pessoas - incluindo um bebê, filho de uma militante detida ilegalmente.

Acusado de participar da Operação Condor - estratégia conjunta das ditaduras militares do Cone Sul das décadas de 1970 e 1980 para perseguir adversários políticos --, Cordero foi detido em fevereiro 2007 no lado brasileiro da fronteira com o Uruguai. Desde então, ele vivia sob o regime de prisão domiciliar. A transferência, que já devia ter sido realizada, foi adiada por causa do estado de saúde do ex-militar.