Porta-aviões italiano segue esta tarde com ajuda ao Haiti

Agência ANSA

ROMA - Autoridades italianas realizam desde a noite de ontem as operações para o envio do porta-aviões Cavour, que seguirá ainda nesta terça-feira com profissionais da área da saúde e militares ao Haiti.

A iniciativa, dos Ministérios da Defesa e das Relações Exteriores da Itália, foi possível com o apoio do governo brasileiro e visa levar ajudas humanitárias e equipes de socorro ao país devastado por um terremoto na última semana.

Antes, o porta-aviões fará uma escala no Brasil, onde receberá uma equipe médica. O Cavour, que pode transportar cerca de 1.200 pessoas, sairá da Itália com 800 profissionais, e ainda não se sabe se a Cruz Vermelha também enviará um contingente.

A partida da embarcação deve ocorrer após a visita do ministro da Defesa italiano, Ignazio La Russa. Também são esperados no canteiro naval de Muggiano, na cidade de La Spezia, o chefe do Estado-Maior da Marinha, Paolo La Rosa, e o prefeito da localidade, Massimo Federici, além de Giuseppe Forlani, representante do Ministério do Interior na província de Spezia.