ONU: subornos custam ao Afeganistão US$ 2,5 bi por ano

Jornal do Brasil

CABUL - O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc, em inglês) divulgou resultados de uma pesquisa nacional terça-feira indicando que a corrupção custa aos afegãos US$ 2,5 bilhões por ano e representa a principal preocupação da população do país, superando até mesmo a insegurança e o desemprego. A escala da corrupção equivale a quase um quarto do produto econômico afegão.

A corrupção impõe uma sobretaxa paralisante sobre uma população que já está entre as mais pobres do mundo , alertou, em comunicado, o diretor-executivo da Unodc, Antonio Maria Costa.

O relatório veio a público nove dias antes de uma conferência internacional sobre o Afeganistão em Londres, onde se prevê que o presidente afegão, Hamid Karzai, enfrente mais chamados para combater a corrupção de países que enviam tropas para ajudar seu governo a combater o Talibã.

Costa exortou Karzai a tomar medidas intransigentes urgentemente , e disse que a conferência de Londres deve fixar metas definidas para o governo afegão com relação à corrupção.