Abandono em áreas pobres e hospitais inóspitos no Haiti

JB Online

RIO - Na área mais baixa da cidade de Porto Príncipe, considerada a mais miserável, a destruição dos prédios é completa e não se pode ver ajuda humanitária ao longo de muitos quarteirões. No sistema de saúde da cidade, as cenas são grotescas. Pessoas com ferimentos graves chegam aos hospitais, onde os médicos mal conseguem trabalhar devido à sujeira.