Aeroporto do Haiti congestionado dificulta a chegada de mais alimentos

JB Online

PORTO PRÍNCIPE - Para responder às necessidades dos milhares de afetados pelo terremoto de terça-feira no Haiti, o Programa Mundial de Alimentos (PMA) enviou hoje ao país 20 de 86 toneladas de comida. Segundo o PMA, o carregamento, composto por biscoitos vitaminados, partiu de El Salvador.

Dorte Ellehammer, representante do programa, acrescentou que só não foram entregues mais alimentos devido aos problemas de logística no aeroporto de Porto Príncipe. Por conta disso, foi adiado de hoje para amanhã um segundo voo, com 40 toneladas de biscoitos.

"Tivemos que cancelar voos. Hoje, só saíram 20 toneladas. Amanhã, saem mais 40", destacou a representante, segundo quem as 26 toneladas serão enviadas nos próximos dias.

Ellehammer afirmou ainda que o aeroporto do país caribenho "está sobrecarregado". A condição de logística é difícil e, por isso, há aviões que não conseguem aterrisar.

Para ela, o PMA avalia o envio "de outro tipo de alimento, mas a situação por enquanto é tão caótica que seria difícil entregar alimentos crus, já que as pessoas não podem cozinhar".