Presidente do Banco Central argentino é demitido por decreto

JB Online

BRASÍLIA - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, demitiu o titular do Banco Central, Martín Redrado, por decreto. Redrado se negou a usar reservas monetárias para pagar dívidas do país em 2010, como estava previsto no Fundo do Bicentenário, anunciado em dezembro. As informações são da agência Telam.

De acordo com o decreto, Redrado teve má conduta no descumprimento de deveres de funcionário público . Em outro artigo, o decreto pede que o procurador-geral do país apresente denúncia contra o ex-presidente do Banco Central às autoridades judiciais.

O mandato de Redrado terminaria oficialmente em setembro de 2010.