Promotoria hondurenha pede prisão de militares que expulsaram Zelaya

JB Online

TEGUCIGALPA - O Ministério Público (MP) de Honduras pediu quarta-feira à Suprema Corte de Justiça que emita uma ordem de prisão contra a cúpula das Forças Armadas por ter expulso do país, em 28 de junho de 2009, o presidente deposto Manuel Zelaya.

O promotor recorreu ao Supremo porque o caso envolve "altos funcionários" do Estado.

Zelaya foi deposto em um golpe militar em 28 de junho e expulso para a Costa Rica, quando tentava fazer um referendo que abriria caminho para sua reeleição presidencial.