Sofia Loren diz que sofreu com agressão a Berlusconi

Agência ANSA

ROMA - A atriz italiana Sofia Loren disse ter sofrido junto com o premier Silvio Berlusconi a agressão ocorrida após um comício em Milão, e comentou que o presidente norte-americano, Barack Obama, ainda precisa de tempo para se firmar.

- Me sinto muito próxima a Berlusconi. Sofri muito. Um gesto feio que me entristeceu bastante - afirmou a atriz, ganhadora do Oscar de 1961 por sua interpretação no filme "Duas Mulheres".

Em entrevista à imprensa italiana, Loren disse que o premier não merecia o ataque e explicou que, para ela, foi como se tivessem golpeado seu marido.

Berlusconi foi atingido no rosto no último dia 13 por um objeto de ferro lançado por Massimo Tartaglia, que tem problemas mentais. O premier foi levado ao hospital, onde permaneceu por quatro dias. Ele sofreu uma fratura no nariz, um corte no lábio superior, além de ter quebrado dois dentes.

Ainda na mesma entrevista, Loren comentou sobre o Prêmio Nobel da Paz deste ano, concedido ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. A designação foi considerada surpreendente sob a alegação de que o mandatário norte-americano pouco realizara no governo, já que subiu ao cargo em janeiro.

- É preciso tempo para fazer bem as coisas. Obama precisa de tempo - disse Loren.