Polícia recupera letreiro de Auschwitz roubado

Jornal do Brasil

VARSÓVIA - O letreiro de ferro fundido onde se lê Arbeit macht frei (O trabalho liberta, em tradução livre, roubado do alto do portão do museu de Auschwitz, na Polônia, na sexta-feira, foi encontrado no norte do país. Cinco homens foram presos, acusados de terem cometido o roubo..

Segundo a polícia, os suspeitos teriam agido motivados apenas pela oportunidade de conseguir algum dinheiro com a venda do objeto, e não por ligação com qualquer grupo neonazista.

Podemos dizer que nenhum dos cinco é membro de um grupo neonazista (...). Sua intenção era sem dúvida relacionada ao roubo. Podemos decidir mais tarde se o crime foi encomendado ou se eles agiram por iniciativa própria - disse o delegado Andrzej Rokita, da cidade de Cracóvia.

Pawel Sawicki, do museu de Auschwitz, considerou um grande alívio a recuperação do letreiro.

Somos extremamente gratos à polícia, que fez um trabalho fantástico disse ele à agência de notícias AFP. Este símbolo, provavelmente um dos mais importantes do século passado, pode ser colocado de volta em seu lugar.

Em 27 de janeiro, o museu vai comemorar o 65º aniversário da liberação dos campos de concentração de Auschwitz-Birkenau pelas tropas soviéticas.

A polícia havia intensificado a segurança nos aeroportos e postos de cruzamento das fronteiras, e realizou buscas em ferros-velhos durante o fim de semana.

O letreiro de ferro tinha sido em parte desparafusado e parcialmente arrancado do alto do portão na madrugada de sexta-feira.