Itália confirma nomeação de representante na Comissão Europeia

Agência ANSA

ROMA - O premier da Itália, Silvio Berlusconi, enviou uma carta ao presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, na qual confirma oficialmente a designação de Antonio Tajani como membro do país no órgão executivo da União Europeia.

Depois da derrota da candidatura do ex-primeiro ministro e ex-chanceler italiano Massimo D'Alema ao cargo de Alto Representante para Política Exterior da UE, posto para o qual foi eleita a britânica Catherine Ashton, a reconfirmação de Tajani era dada como certa pela Comissão, mas ainda faltava a designação formal da parte do governo da Itália.

Antonio Tajani já foi porta-voz de Silvio Berlusconi e, por muitos anos, um dos membros do partido Forza Italia dentro do Partido Popular Europeu no âmbito do Europarlamento.

Ele passou a fazer parte da Comissão Europeia com a função de vice-presidente e a responsabilidade no setor de transportes em abril de 2008, época na qual substituiu Franco Frattini, que voltou à Itália para assumir a Chancelaria.

A designação é mais uma etapa da formação do novo executivo comunitário que está sendo elaborado por Barroso. Três países (Dinamarca, Holanda e Malta) ainda não nomearam seus comissários, o que impede uma completa distribuição das pastas.

Na Itália, a nomeação de Tajani foi bem recebida entre autoridades e políticos. O ministro da Atuação do Programa de Governo, Gianfranco Rotondi, cumprimentou o representante e disse que a atitude é um reconhecimento ao trabalho feito por ele nos últimos anos.