Papa recebe primeiro-ministro do Kuwait

Agência ANSA

ROMA - O papa Bento XVI recebeu nesta manhã o primeiro-ministro do Kuwait, xeque Nasser Mohammad al-Ahmad al-Sabah, com quem esteve em audiência por 25 minutos.

- Foram lembradas as ótimas relações bilaterais de mais de 40 anos entre a Santa Sé e o Kuwait e discutidos alguns temas de interesse comum, em particular a promoção da paz e do diálogo inter-religioso no Oriente Médio - afirma um comunicado divulgado pela sala de imprensa do Vaticano.

Bento XVI e Al-Sabah também falaram sobre a "contribuição positiva que a significativa minoria cristã traz à sociedade kuwaitiana, sublinhando a necessária assistência pastoral à comunidade".

O premier chegou ao Vaticano com alguns minutos de antecedência. Ele estava acompanhado de seus ministros das Relações Exteriores e da Justiça e do embaixador do país na Suíça, entre outras pessoas. O papa e Al-Sabah conversaram em francês, dispensando o uso de intérprete.

Ao final do encontro houve a tradicional troca de presentes. O chefe de Governo do Kuwait deu a Bento XVI um tapete e um exemplar antigo do Alcorão, o livro sagrado dos muçulmanos, escrito à mão. Ao receber o livro, o Pontífice folheou algumas páginas partindo de trás para frente, como exige o texto em língua árabe.

Em troca, o líder máximo da Igreja Católica presenteou o primeiro-ministro kuwaitiano com uma impressão contendo uma imagem de Roma e uma caneta que reproduz as colunas de Bernini, localizadas na Praça de São Pedro.

Depois de ver Bento XVI, Al-Sabah se reuniu com o secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, e com o secretário para as Relações com os Estados, Dominique Mamberti.

Após a visita ao Vaticano, o primeiro-ministro kuwaitiano partiu para um giro pelos Bálcãs, onde tem compromissos marcados na Sérvia e na Bósnia-Herzegóvina. No dia 26 ele voltará à capital italiana para um encontro com o premier Silvio Berlusconi.