Lula diz não poder atrasar agenda porque iraniano tem hora para reza

Agência Brasil

BRASÍLIA - Menos de uma hora antes de receber o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou que a agenda de ambos não poderia sofrer atrasos. -Estou com muita pressa, vou falar poucas palavras e sair correndo porque vou receber o presidente do Irã às 11h30 em ponto. Tem um horário para cumprir porque tem uma reza deles às 13h em ponto, então vamos cumprir a agenda de trabalho antes das 13h - afirmou Lula.

O islamismo determina seis orações ao longo do dia e em período definidos - uma delas é próximo ao almoço e outra deve ser realizada no meio da tarde. Por isso, em meio à agenda, o iraniano deve interromper os compromissos políticos para cumprir as obrigações religiosas.

O presidente brincou com a necessidade de cumprir rigorosamente a agenda política durante a evento da Polícia Federal, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) - onde atualmente Lula e seus assessores diretos despacham enquanto o Palácio do Planalto é reformado.

A agenda de Lula e Ahmadinejad começou com um encontro privado, seguido por assinatura de atos. Os dois presidente então almoçam juntos e encerram o 3º Encontro Empresarial Brasil-Irã. A passagem por menos de 48 horas do iraniano ao Brasil motivou inúmeras manifestações em todo o país.

Aguardado no Itamaraty, Ahmadinejad deve ser recepcionado - do lado de fora do prédio - por cerca de 150 manifestantes, entre favoráveis e críticos às suas ideias. A segurança em torno do local é rigorosa e coordenada pela Polícia Militar do Distrito Federal.