Chanceler do Panamá nega acordo para instalação de bases americanas

Agência ANSA

CIDADE DO PANAMÁ - O vice-presidente e chanceler panamenho, Juan Carlos Varela, negou a existência de um acordo com os Estados Unidos para o estabelecimento de bases ou estações aeronavais no país centro-americano.

Ele reiterou que as instalações militares de Bahía Piñas e as do Arquipélago de Las Perlas, no litoral do Oceano Pacífico, são usadas na luta contra o narcotráfico.

- É preocupante a quantidade de droga que entra em lanchas rápidas através das ilhas e da costa pacífica próxima ao país irmão da Colômbia - explicou Varela.

A segurança das regiões panamenhas banhadas pelo Atlântico e pelo Pacífico será reforçada por um convênio de cooperação, coordenado pelo ministro de Governo e Justiça, José Raúl Mulino.

Com essa finalidade será estabelecida uma força de trabalho conjunta para prevenir que o país seja local de trânsito ilegal de drogas e/ou armas, assim como de tráfico de pessoas e imigrantes.