Presidente da Itália visita soldados do país em força de paz no Líbano

Agência ANSA

BEIRUTE - O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, chegou nesta terça-feira à base libanesa de Shama, que abriga militares da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Unifil, na sigla em inglês). A viagem antecipa as comemorações do dia 4 de novembro -- data em que se celebra a Festa das Forças Armadas no país europeu.

Acompanhado pelo ministro da Defesa, Ignazio La Russa, Napolitano discursou para os soldados que fazem parte do contingente italiano da Unifil.

- A vossa missão é e continuará sendo um dos pontos fixos do compromisso das Forças Armadas italianas e da nossa diplomacia nos cenários internacionais, em profunda transformação no século XXI - garantiu o presidente.

Ele expressou sua "apreciação pela obra extraordinária de apoio à paz e à estabilização de uma área de importância vital para o delicado equilíbrio do Oriente Médio e de toda a região mediterrânea".

A Unifil possui 12,5 mil soldados de vários países baseados no sul do Líbano, tendo sido criada em 1978 para monitorar a fronteira com Israel. A base de Shama, onde estão os militares italianos, fica a seis quilômetros do limite entre os dois países.

Durante o encontro com os soldados, Napolitano também exortou a Itália a superar "miopias e particularismos" de forma a entender o papel que pode desenvolver no crescimento da comunidade internacional.

O presidente também falou da importância das Forças Armadas na legalidade e defesa dos direitos humanos e, em consequência, na manutenção da paz, crescimento econômico e avanço democrático.

Sobre o trabalho dos militares italianos no Líbano, Napolitano disse que os soldados obtiveram resultados importantes e "reconhecimento de todas as partes interessadas". - Nos orgulha e torna conscientes da necessidade do pleno seguimento de nosso empenho aqui, onde se joga uma das partidas mais importantes para o futuro da paz - completou.