Vázquez formará equipe de transição no Uruguai

Agência ANSA

MONTEVIDÉU - O presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, propôs ao seu gabinete a formação de uma equipe de técnicos e funcionários para garantir uma transição pacífica para o novo governo, que será formado após a eleição do próximo governante do país.

- Devemos ter tudo preparado para fazer uma transição que facilite as coisas para o próximo governo, seja qual for o resultado das eleições de domingo - disse o presidente em uma reunião semanal com seu gabinete.

Vázquez pediu aos seus ministros que escolham "funcionários de hierarquia e confiança para integrar a equipe que trabalhará na transição", que deverá "ser o mais solidária possível" com as novas autoridades.

No domingo, os uruguaios elegerão o sucessor de Vázquez, em um turno no qual o governista José Mujica, da coalizão Frente Ampla, é o favorito, de acordo com as pesquisas de intenção de voto.

Contudo, ainda de acordo com as previsões, o ex-guerrilheiro tupamaro não alcançaria a maioria absoluta no primeiro pleito, o que o levaria ao segundo turno, previsto para o dia 29 de novembro. Caso os prognósticos se confirmem, ele deverá enfrentar na segunda votação o conservador do Partido Nacional e ex-presidente do país Luis Lacalle.

A "equipe de transição" será integrada pelos diretores-gerais da área de cada pasta e com alguns funcionários técnicos designados pelos ministros.

Vázquez, que encerra seu mandato com cerca de 60% de popularidade, entregará a faixa presidencial no dia 1º de março de 2010. O próximo presidente cumprirá um mandato de cinco anos.