Militares do Chile e Peru reúnem-se em meio a tensões

Agência ANSA

SANTIAGO - Os comandantes chefes dos Exércitos do Chile e do Peru, Oscar Izurieta e Otto Guibovich, respectivamente, se reuniram na cidade fronteiriça de Tacna.

O encontro, realizado na 3ª Brigada de Cavalaria do Exército do Peru, ocorreu em meio a tensões entre os dois países, ocasionadas, principalmente, por um pedido de redefinição de limites marítimos e por críticas contra o exercício militar Salitre 2009.

No entanto, segundo uma fonte oficial entrevistada pelo jornal El Mercúrio, Izurieta e Guibovich demonstram cordialidade e abordaram vários assuntos estratégicos, visando a confiança mútua entre ambos exércitos.

A fonte também destacou que essa confiança deve "colaborar para a relação em todos os âmbitos e favorecer a política exterior dos países", de modo a estimular conversas "francas sobre os temas que ultimamente estiveram na agenda noticiosa e que influíram na relação bilateral".

Em janeiro de 2008, o Peru acionou o Tribunal Internacional de Justiça de Haia para reivindicar uma revisão dos tratados que estabelecem as demarcações marítimas com o Chile. Os limites atuais foram definidos com a Guerra do Pacífico, entre 1879 e 1883.

Além disso, o governo do presidente peruano, Alan García, questionou o exercício militar Salitre 2009, realizado no norte do Chile, com participação da Força Aérea da França, dos Estados Unidos, do Brasil e da Alemanha. O Peru recusou o convite para participar do procedimento, que deve ocorrer até o próximo dia 30.