Lula espera assinar acordo com a Colômbia sobre base dos EUA

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira que já manifestou sua preocupação sobre a instalação de bases militares na Colômbia para os presidentes do país vizinho, Álvaro Uribe, e dos Estados Unidos, Barack Obama.

- Vamos encontrar s solução, já que Uribe e Obama concordam que as bases são para cuidar do problema interno da Colômbia - afirmou Lula, durante entrevista coletiva em São Paulo, após encontro com empresários brasileiros e colombianos. Lula acredita que, em breve, Brasil e Colômbia assinem um acordo sobre o assunto.

O presidente colombiano, Álvaro Uribe, afirmou que a Colômbia nunca foi um país ofensivo.

- O Brasil sabe de nossos esforços para combater o narcotráfico. Temos conversado para que haja mais confiança. Temos instituições fortes e uma Justiça independente e autônoma - completou.

Lula disse também esperar que o acordo entre Brasil e Colômbia seja assinado logo e que haja transparência entre todos os países da América Latina quanto a assuntos estratégicos.

- O Brasil propõe que haja um conselho de defesa para mostrar o que Brasil tem com a França, com a Rússia. Não deve haver segredos no processo de integração que estamos fazendo - completou.

Lula também reafirmou que propôs a Uribe que os países que têm fronteiras na Amazônia se reúnam no dia 26 de novembro, em Manaus, para discutitr uma proposta sobre a região para a reunião que ocorrerá em Copenhague, em dezembro, sobre mudanças climáticas.

- Este é um momento de ouro para discutirmos a Amazônia em Copenhague -afirmou Lula.

Segundo o presidente, a reunião não será a única forma de os países discutirem uma posição sobre a floresta:

- Antes disso, os nossos ministros vão começar a trabalhar para fazer propostas.