Em um ano, índice de confiança em Berlusconi cai 17%

Agência ANSA

ROMA - O índice de confiança no primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, caiu mais 2% em outubro, acumulando uma queda de 17% em relação ao registrado no mesmo período do ano passado. É o que revela uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira pelo jornal La Reppublica.

Em outubro de 2008, o índice atingiu seu máximo, uma vez que 62% dos entrevistados disseram sentir "muita confiança" no premier.

Os dados, coletados pela consultoria Ipr Marketing, apontam que, com a queda de 2% entre setembro e outubro, o indicador de "muita confiança" fica em 45%, enquanto 51% dos entrevistados afirmaram ter "pouca ou nenhuma confiança". Os que não opinarão chegam a 4%.

A pesquisa investigou ainda o índice de confiança no governo italiano, que registrou sua primeira queda em três meses, também de 2%, e ficou em 42%. Desde maio, o indicador estava em 44%. Os que possuem "pouca ou nenhuma confiança" no governo representam 54% dos entrevistados.

Os ministros da Saúde, Trabalho e Políticas Sociais, Maurizio Sacconi, e o do Interior, Roberto Maroni, são os membros do governo que a população deposita mais confiança.