Itália tenta libertar cidadão do país sequestrado na Venezuela

Agência ANSA

ROMA - O Ministério das Relações Exteriores da Itália está trabalhando para que o italiano sequestrado no último domingo na Venezuela seja libertado o mais rápido possível, segundo informou a parlamentar Nunzia De Girolamo.

- O governo italiano ativou todos os canais para alcançar o mais rápido possível a libertação do empreendedor italiano Antonio Banfi Farzarano - disse De Girolamo, citando o subsecretário das Relações Exteriores, Vincenzo Scotti.

- O subsecretário me garantiu uma imediata intervenção, e que será feito todo o possível para libertar o mais rápido o empreendedor italiano - destacou a parlamentar, da coalizão governista Partido Povo da Liberdade (PDL).

Farzarano, de 64 anos, foi sequestrado na noite do último domingo na cidade venezuelana de Maracaibo. O italiano foi abordado por dois homens armados quando saía do restaurante fast-food que possui no município. O sequestro foi confirmado pela Embaixada italiana na Venezuela.

Ontem, De Girolamo entrou em contato com os familiares da vítima e com Domenico Matera, prefeito de Bucciano, cidade natal do empresário.