Israel trocará prisioneiras palestinas por informações sobre soldado

REUTERS

JERUSALÉM - Israel libertará 20 mulheres palestinas em troca de informações do Hamas sobre a condição de um soldado israelense mantido refém na Faixa de Gaza, disse uma fonte egípcia de segurança. A informação foi confirmada pelo Hamas e por Israel nesta quarta-feira.

Mediadores alemães e egípcios vão continuar a trabalhar para obter um acordo de troca do soldado Gilad Shalit por centenas de prisioneiros que o movimento islâmico quer ver livre, disse a fonte egípcia à Reuters. Enquanto isso, Israel receberia provas de que Shalit está vivo e detalhes de sua condição.

Uma fonte próxima às negociações disse esperar que as prisioneiras e a informação sobre Shalit sejam trocadas na sexta-feira. Israel disse que publicará uma lista das mulheres que serão libertadas para permitir que seus cidadãos façam objeções.

Israel receberia, em troca, um vídeo de um minuto de Shalit, disse uma fonte ligada a um dos grupos militantes de Gaza envolvidos na captura de Shalit.