Sarkozy diz que venda de caças ao Brasil "será assinada"

Portal Terra

SÃO PAULO - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, afirmou nesta quarta-feira, em entrevista às emissoras TF1 e France 2, que o contrato da venda de 36 caças Rafale para o Brasil será assinado. Depois de dar como certa a compra bilionária das aeronaves da empresa Dassault, o governo brasileiro voltou a analisar as propostas da americana Boeing e da sueca Saab.

- Há um acordo político, que faz o contrato seja negociado e o contrato será assinado como (com os) submarinos. É uma grande vitória - disse Sarkozy, que está em Nova York para a sessão anual da Assembleia Geral da ONU.

- É normal que os Estados Unidos estejam lutando para vender seus aviões. Mas eu tenho certeza que entraremos em um acordo - afirmou o presidente francês, que considera os Rafales os "melhores aviões do mundo".

No feriado do dia 7 de Setembro, Sarkozy veio ao Brasil e Lula afirmou que fecharia o contrato com a França pela oferta de transferência de tecnologia. O governo deu prazo para as empresas apresentarem suas propostas até o dia 2 de outubro.

Oficialmente a sueca SAAB confirmou que assegura ao Brasil a prerrogativa de comprar os Gripen NG e pagar apenas a metade do preço, mas o governo brasileiro anunciou a decisão política de negociar preferencialmente para adquirir aviões Rafale.