Polícia entra em confronto com manifestantes contrários ao G20

REUTERS

PITTSBURGH - A polícia usou gás para dispersar manifestantes na cúpula do G20 em Pittsburgh, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira. Cerca de duas mil pessoas participaram de uma marcha, apesar dos alertas de que seria usada força para interromper a passeata.

Líderes de 19 economias desenvolvidas e em desenvolvimento e a União Europeia se reúnem na quinta e sexta-feiras para um encontro do G20 que discutirá como aprimorar as reformas financeiras para evitar outra crise econômica global.

- Vocês devem deixar a vizinhança imediata, não importa qual seja seu objetivo - disse a polícia com megafones cerca de uma hora após o início da marcha.

Em seguida, a polícia avisou que usaria gás lacrimogêneo e "força não-letal".

Como os manifestantes foram dispersados por várias ruas pela polícia, os dois lados acabaram se enfrentando em Lawrenceville, a cerca de 1,6km do local onde a cúpula acontece.

Os manifestantes atiraram garrafas e a polícia reagiu lançando de cinco a dez frascos de gás contra a multidão. O cheiro penetrante do gás irritou os olhos e as gargantas dos manifestantes, forçando sua fuga.