Governo italiano condena atentados na Indonésia

Agência ANSA

ROMA - O ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, condenou hoje o duplo atentado terrorista ocorrido na Indonésia e expressou pêsames e solidariedade pelas "vítimas inocentes desta barbárie". - Os abomináveis atentados de Jacarta confirmam a necessidade de nos mantermos atentos para a luta contra o terrorismo internacional, na qual a Itália, junto a seus aliados, continua se empenhando ao máximo - disse.

Pelo menos nove pessoas morreram e 50 ficaram feridas quando duas bombas explodiram em dois hotéis de luxo por volta das 7h40 locais de hoje (21h45 de ontem em Brasília) no distrito financeiro de Jacarta, capital do país.

A explosão no Ritz-Carlton ocorreu no porão. No outro hotel, o J.W. Marriott, foi destruído o terceiro andar, onde fica o restaurante usado para cafés da manhã de executivos.

Até agora, nenhum grupo reivindicou a autoria dos ataques, mas a polícia já sabe que dois suicidas foram responsáveis. A Chancelaria italiana reportou que ainda não há informações sobre vítimas do país. Os atentados são os piores ocorridos na Indonésia desde 2003.