Arias convoca nova reunião para debater crise política em Honduras

Agência Brasil

SAN JOSÉ - O presidente da Costa Rica, Oscar Arias, convocou nova reunião para o próximo sábado, na capital San José, com o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e o governo interino liderado por Roberto Micheletti, com o objetivo de negociar uma solução para a crise política no país.

De acordo com Estevan Arrieta, da área de imprensa da Presidência da Costa Rica, representantes de Micheletti e de Zelaya se reuniram ontem com assessores de Arias para acertar os detalhes do próximo encontro.

O presidente da Costa Rica é o principal mediador da crise política em Honduras, iniciada no último dia 28 com a deposição de Zelaya. Ele conta com o apoio dos Estados Unidos, da União Europeia e da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Na última segunda-feira, o presidente deposto deu um ultimato ao governo interino para voltar ao poder. Ele disse que, caso não seja reempossado até o final desta semana após a reunião convocada pela Costa Rica , considerará a mediação fracassada e tomará outras medidas .

Arias pediu paciência a Manuel Zelaya. - Claro que entendo o desejo do presidente Zelaya de regressar e retomar a Presidência o mais breve possível, mas a experiência me diz que temos que ter paciência - disse.

Os Estados Unidos também se pronunciaram sobre o ultimato do presidente deposto. O Departamento de Estado norte-americano pediu que não sejam adotados prazos artificiais para as negociações. - Todas as partes devem dar a esse processo algum tempo. Não se pode dizer que, se tal coisa não acontecer em certo tempo, o diálogo está morto - afirmou o porta-voz do departamento, Ian Kelly.