Para dialogar com Cuba, EUA querem mudanças fundamentais

Agência AFP

WASHINGTON - A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou que o diálogo entre Estados Unidos e Cuba depende de mudanças fundamentais por parte do governo de Havana. - Estamos abertos a dialogar com Cuba, mas deixamos claro que queremos ver mudanças fundamentais no regime cubano - declarou Hillary em uma entrevista ao canal venezuelano Globovisión.

Ela disse que os presos políticos devem ser libertados e que o país deve ter eleições livres e justas. - Eu sempre disse que se você pensa que está fazendo um bom trabalho que saia e convença as pessoas a votar em você em uma eleição honesta, livre e justa - enfatizou.

No fim de abril, o Departamento de Estado iniciou discussões com representantes cubanos para tentar retomar o diálogo entre os países. Ao mesmo tempo, a secretária de Estado afirmou que seu país tenta baixar a temperatura na relação diplomática com a Venezuela. - Acreditamos que um diálogo entre Estados Unidos e Venezuela é necessário. Estamos tentanto baixar a temperatura, deixar claro que há formas de ter uma conversa com pessoas com as quais não concordamos em muitos assuntos - afirmou Hillary.