Micheletti: "Não negociarei. Zelaya terá que se apresentar à Justiça"

JB Online

DA REDAÇÃO - A propósito da reunião marcada para quinta-feira com o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, o presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, disse que "não vai negociar nada" na Costa Rica. Micheletti avisou que apenas "vai dialogar" com Manuel Zelaya.

A declaração foi dada durante encontro com jornalistas na residência presidencial. O presidente interino também avisou a Zelaya que se ele quer voltar ao país, como vem dizendo, que ele deve antes se apresentar aos tribunais de Justiça. A mensagem, conforme disse aos jornalistas, "é clara e contundente".

Micheletti reagiu às insinuações fora do país sobre o golpe de Estado, que destituiu Zelaya:

- Temos claro que tudo o que foi feito aqui se enquadra na lei e na Constituição da República.

Apesar de se dizer "dentro da lei", Micheletti deu brecha a outras interpretações ao afirmar que "se cometeram erros, irão retificar".

Ainda sobre o encontro de quinta-feira com Manuel Zelaya, que terá mediação do chefe de Estado da Costa Rica, Óscar Arias, o presidente interino afirmou que os hondurenhos estão "prontos para qualquer diálogo". Ele também disse que tem "o maior interesse em que haja espaço e tranquilidade" no país.

- Essa é a intenção de sentarmos para negociar.