Hu Jintao se reúne com Berlusconi e exalta relação bilateral

Agência ANSA

ROMA - O presidente da China, Hu Jintao, afirmou hoje que seu país alcançou 'vastos consensos' com a Itália, após se reunir com o premier italiano, Silvio Berlusconi, com quem falou das questões bilaterais e de temas referentes ao G8.

Hu Jintao realiza uma viagem oficial à Itália, antes de participar do encontro de líderes do G8 (grupo dos sete países mais industrializados e a Rússia), que começará nesta quarta-feira. Antes de se encontrar com Berlusconi, ele se reuniu com o presidente italiano, Giorgio Napolitano.

Definindo Berlusconi como 'franco e amigável', o mandatário chinês agradeceu ao governo italiano pela 'simpatia' com a qual a delegação chinesa foi recebida em Roma e ressaltou que 'a confiança política entre os dois países tem sido constantemente reforçada'.

Exemplo disso, segundo o mandatário, foi o aumento do intercâmbio comercial bilateral em 2008, que chegou a US$ 39 bilhões, 'apesar das dificuldades da crise econômica'. Para Hu Jintao, isso é um sinal de 'laços e interesses comuns sempre mais estreitos'.

Após a reunião, Berlusconi seguiu a mesma linha e elogiou o líder chinês. - Com o presidente Hu Jintao há uma relação franca e cordial, conversamos sobre todos os temas internacionais e tivemos a oportunidade, nas diversas visitas que tivemos, de aprofundar todos os temas de interesse recíproco - garantiu o premier

O chefe de Governo italiano disse ainda esperar que a China ajude a presidência italiana do G8 a alcançar soluções positivas sobre a retomada das negociações da Rodada de Doha e sobre o comércio mundial. Durante a reunião dos líderes, foram assinados diversos acordos bilaterais.

O objetivo dos convênios é promover as trocas comerciais, tecnológicas, industriais, turísticas e científicas entre os dois países. Os acordos foram assinados também pelos ministros italianos das Relações Exteriores, Franco Frattini, do Desenvolvimento Econômico, Cláudio Scajola, do Turismo, Michela Vittoria Brambilla e do Trabalho, Saúde e das Políticas Sociais, Maurizio Sacconi.

Sobre o encontro com o presidente Napolitano, o chefe de Governo chinês se disse "satisfeito" com o desenvolvimento das relações bilaterais.

Ele apontou como marco da cooperação entre os dois países a assinatura, em 2004, da Parceria Estratégica Global, e convidou Napolitano para as celebrações do 40º aniversário das relações diplomáticas entre Roma e Pequim, que acontecerá em 2010.