Começa a recontagem de votos da eleição presidencial do Irã

REUTERS

TEERÃ - Começou nesta segunda-feira a recontagem de 10% dos votos da eleição presidencial do Irã, que reelegeu Mahmoud Ahmadinejad. A medida tinha sido anunciada no dia 20 pelo Conselho dos Guardiães, o mais alto órgão legislativo do país.

Mas o principal candidato da oposição, Mir Hossein Moussavi, rejeitou a proposta. Para ele, a eleição deveria ter sido anulada. - Este tipo de recontagem não irá remover as ambiguidades. Não há outra maneira senão anular a votação - disse um aliado com base em um comunicado do líder.

Em seus 30 anos de existência, o Conselho dos Guardiães nunca anulou uma eleição. Os três candidatos derrotados apresentaram 646 queixas por supostas irregularidades em favor de Ahmadinejad.