Parlamento hondurenho designa novo presidente do país

Agência ANSA

TEGUCIGALPA - Os parlamentares hondurenhos designaram hoje ao cargo de presidente do país o chefe do Congresso, Roberto Micheletti, após aprovarem a renúncia de Manuel Zelaya, que foi sequestrado nesta madrugada por militares do país e levado a San José, Costa Rica.

Zelaya, por sua parte, descartou a versão de sua renúncia, afirmando que o Congresso está por trás de "uma conspiração política com apoio militar".

- Nunca renuncie e nunca usarei este mecanismo, fui eleito pelo povo - ratificou o mandatário.

Pouco antes, o secretário do Congresso leu uma carta atribuída ao presidente, na qual Zelaya teria apresentado sua renúncia. Os legisladores presentes na sessão aprovaram a destituição.

O mandatário enfrenta uma forte crise no país, decorrente de uma consulta popular que promovia para este domingo. O referendo pretendia aprovar uma outra consulta sobre reformas na Constituição do país.

Para a oposição, o presidente pretendia modificar o texto constitucional para poder ser reeleito. Zelaya, que assumiu o governo em 2006, encerrará seu mandato em 2010.