Chile quer explicação do Brasil sobre restrições a viagens

Agência ANSA

SANTIAGO - O Chile disse nesta quinta-feira que espera "alguma explicação" do Brasil sobre as declarações do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que pediu para os brasileiros evitarem viagens ao país por causa da gripe A (H1N1).

O Chile é o país mais afetado pela doença na América do Sul, com 4.315 casos confirmados e quatro mortes.

- Francamente, esperamos alguma explicação sobre estas recomendações feitas pelo ministro Temporão - afirmou o vice-chanceler chileno, Alberto van Klaveren.

O funcionário acrescentou que o embaixador chileno no Brasil já entrou em contato com o ministro da Saúde para indicar a preocupação do Chile em relação a esta declaração.

Por sua parte, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, afirmou que as restrições do ministro atentam contra a "solidariedade e a cooperação" e são um "reflexo" da "tentação protecionista diante da crise econômica".

Ao comentar as declarações da mandatária, Van Klaveren assegurou que Bachelet falou enquanto "especialista no tema".

- Ela não deu uma opinião como presidente, mas como especialista no tema da pandemia - assegurou, referindo-se à profissão de Bachelet, que se formou em Medicina com especialização em epidemiologia.

O vice-chanceler ainda pediu para que o assunto seja tratado de acordo com os parâmetros fixados pela Organização Mundial de Saúde.

- É no âmbito técnico que as dúvidas e opiniões devem ser esclarecidas, não é conveniente que a Chancelaria intervenha - enfatizou.