Khamenei diz que é preciso examinar dúvidas, mas descarta fraude

Agência AFP

TEERÃ - O guia supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, afirmou nesta sexta-feira que qualquer dúvida sobre os resultados das eleições de 12 de junho deve ser investigada por meio dos canais legais, mas ao mesmo tempo confirmou a reeleição do presidente Mahmud Ahmadinejad com 24,5 milhões de votos, de um total de 40 milhões, e descartou uma fraude na vitória do ultraconservador.

Khamenei aproveitou a ocasião para criticar o comportamento dos países ocidentais a respeito da eleição presidencial e das manifestações de protesto contra os resultados.