Buscas do vôo 447 continuarão por tempo indeterminado

Mylena Fiori , Agência Brasil

BRASÍLIA - Nenhum corpo de vítima do voo 447 da Air France foi recolhida ou mesmo avistado nesta quinta-feira, segundo informações dos comandos da Marinha e da Aeronáutica. Apenas destroços da aeronave foram recolhidos. Nesta sexta-feira, oficiais brasileiros responsáveis pela operação se reunirão para avaliar as condições logísticas de modo a assegurar a continuidade dos trabalhos de buscas.

- A operação continua por tempo indeterminado - afirmou hoje o tenente-coronel Henry Munhoz, do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica. - Não encontramos os 228 corpos, que era nosso objetivo inicial. Pensamos nisso constantemente, a nossa logística e a nossa disposição estão preparadas para isso - ressaltou. Cerca de mil militares estão envolvidos na operação.

- A Marinha tem mantido permanentemente, com as substituições necessárias, pelo menos cinco navios na área - informou o capitão de fragata Giucemar Tabosa, do Centro de Comunicação Social da Marinha.

Nesta sexta de manhã chegará ao Porto do Recife a corveta Caboclo, carregada com destroços e bagagens. O material ficará à disposição do Bureau d´Enquêtes et d´Analyses pour la Securité de l´Aviation Civile, órgão do governo francês responsável pelas investigações do acidente.

Também nesta sexta-feira, a fragata Bosísio, que está atracada no Porto de Natal para manutenção e reabastecimento, após ter deixado seis corpos em Fernando de Noronha, retornará à área de buscas com destroços e pertences. O trajeto levará cerca de três dias. Todo o material será levado, posteriormente, a Recife. Também não há data para retorno do navio-tanque Gastão Motta, onde está o 50º corpo resgatado e um despojo (parte que não permite caracterizar como corpo).

O navio de desembarque Doca Rio de Janeiro, que ontem 917) recebeu dois helicópteros (UH-14 Super Puma e UH-12 Esquilo), deverá chegar à área de buscas no sábado (20) à tarde. Desde ontem, também participa da operação de buscas um avião Fokker F-27 da Força Aérea Espanhola.

A partir de amanhã, estarão suspensas as coletivas diárias da Marinha e da Aeronáutica na sede do 3º Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (Cindacta 3), em Recife. As informações sobre as buscas serão divulgadas em notas, sempre às 18h.