Panamá: Prefeito eleito não pode assumir por ter dupla nacionalidade

Agência ANSA

CIDADE DO PANAMÁ - O prefeito eleito da Cidade do Panamá, capital do país, Ricardo Vallarino, foi proibido de assumir o cargo por ter dupla nacionalidade. Além de ser panamenho, o político é norte-americano.

A decisão de impedir Vallarino de se tornar o prefeito da capital foi tomada pelo Tribunal Eleitoral (EL), presidido por Erasmo Pinilla. A prefeitura ficará então nas mãos da vice-prefeita eleita, Roxana Méndez, do Partido Mudança Democrática. A posse será nesta sexta-feira.

A impossibilidade de um prefeito ter dupla nacionalidade está prevista na Constituição do Panamá. Vallarino é um famoso apresentador de notícias em seu país, e foi eleito prefeito no último dia 3 de maio.

O pleito do início de maio também elegeu o novo presidente do país, que será o empresário Ricardo Martinelli, da coalizão Aliança para a Mudança, de oposição ao governo do atual presidente Martín Torrijos.