Cerca de 25% dos sul-africanos admitem ter praticado estupro

Portal Terra

JOHANESBURGO - Um em cada quatro homens na África do Sul admitiram que já praticaram estupro, apontou um estudo que pesquisou a violência sexual no país. A informação foi divulgada pelo Guardian, nesta quarta-feira.

Três de cada quatro estupradores abusaram de suas vítimas enquanto ainda eram adolescentes, segundo o estudo. Um em cada 20 homens disse que estuprou uma mulher no último ano.

O país é tido como um dos que há mais registros de estupros no mundo. Apenas uma pequena parcela dos casos são denunciados, e uma fatia menor ainda leva a algum indiciamento. O estudo, feito pelo Conselho de Pesquisa Médica da África do Sul, realizou as entrevistas com os homens sob total condição de anonimato.

- Nós temos um alto índice de estupros na África do Sul. Eu acho que os casos representam ideais de masculinidade e rituais hierárquicos. Está enraizado na cultura masculina da África - disse Rachel Jewkes, chefe da equipe de pesquisadores.