Governo do Paquistão oferece recompensa por captura de líder talibã

Agência AFP

ISLAMABAD - O governo do Paquistão ofereceu nesta sexta-feira uma recompensa de mais de 600.000 dólares pela captura, vivo ou morto, do líder da rebelião talibã no Vale do Swat (noroeste).

Até o momento, as autoridades da Província da Fronteira do Noroeste ofereciam pela captura de Maulana Fazlullah, o líder religioso que organizou um levante armado há quase dois anos na região para reforçar a aplicação da sharia (lei islâmica), cinco milhões de rúpias.

O Exército paquistanês, que iniciou há um mês uma ofensiva no vale de Swat, anunciou nesta sexta-feira que neutralizou um reduto talibã e matou 28 rebeldes nas últimas 24 horas.

Segundo os militares paquistaneses, mais de 1.200 insurgentes e 80 soldados morreram desde o início das operações do Exército na região.

Quase 2,4 milhões de pessoas fugiram das zonas de combate, segundo a ONU.