Chinesa descobre que tem bala alojada no crânio há 42 anos

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Se alguém perguntasse, Huo Guoying nunca adivinharia qual era a causa de suas constantes dores de cabeça. Ao fazer um exame de raio-x, a chinesa de 65 anos descobriu que havia uma bala de 3,3 cm alojada em seu crânio, perto da orelha, ha 42 anos.

Quando os médicos mostraram as imagens do exame, ela disse que não fazia idéia de como o artefato foi parar dentro de sua cabeça. Mais tarde, ela se lembrou que foi ferida em um protesto durante a Revolução Cultural chinesa, em 1967.

Ela disse que o ferimento fechou sem deixar suspeitas de que algo continuava errado. Huo, que é viúva, sofreu com das dores de cabeça por anos. Depois de passar por uma cirurgia para retirar a bala, está se recuperando em casa, em Chongqing.

A Revolução Cultural foi um período em que manifestações políticas e sociais eram comuns na sociedade chinesa entre 1966 e 1976. Havia freqüentes confrontos e manifestações, onde tiros eram muitas vezes disparados para cima.