EUA: diálogo deve respeitar mudanças na Venezuela, Bolívia e Equador

Agência AFP

WASHINGTON - Os Estados Unidos devem mostrar respeito às mudanças que vêm acontecendo na Venezuela, na Bolívia e no Equador na hora de dialogar com esses países, afirmou nesta quarta-feira o responsável da diplomacia para a América Latina do Departamento de Estado, Thommas Shannon.

- Estes países mudaram de formas significativas e históricas, há novas lideranças; novos setores da sociedade têm vozes significativas, e temos que levar isso em conta - disse Shannon, durante a conferência anual do Conselho das Américas que acontece nesse departamento em Washington.

- Temos que nos assegurar de que nosso diálogo respeita estas mudanças internas - disse.

Shannon destacou que, na recente Cúpula das Américas em Trinidad, os Estados Unidos conseguiram dar passos importantes nas relações com Venezuela, Bolívia e Equador, países como os quais mantiveram relações conflituosas nos últimos anos.

Segundo ele, as relações com estes três países são diferentes, apresentam metas distintas e serão tratadas de forma diferenciada.

Shannon acrescentou que Washington espera poder "esclarecer algumas preocupações que levaram à expulsão de dois diplomatas americanos de Quito".

Terça-feira, a Casa Branca designou Arturo Valenzuela para substituir Shannon como responsável para a América Latina no Departamento de Estado.