Obama lançará plano de redução de gastos em saúde de US$ 2 trilhões

Agência AFP

WASHINGTON - O presidente Barack Obama informará nesta segunda-feira seus planos de redução dos custos do sistema de saúde em US$ 2 trilhões nos próximos dez anos como parte de um esforço para diminuir drasticamente os gastos e os custos dos tratamentos.

Está previsto que Obama detalhe o que descreverá como um "compromisso sem precedentes" de seis importantes grupos de pressão da saúde para limitar o aumento dos gastos na próxima década, informaram neste domingo funcionários do governo.

A Casa Branca espera que o plano voluntário - criado por grupos que representam empresas seguradoras, hospitais, médicos, fabricantes farmacêuticos e uma associação sindical - consiga fazer com que as famílias americanas poupem cerca de US$ 2.500 dólares.

"Não podemos continuar andando pela mesma rua perigosa em que estivemos transitando por tantos anos, com custos que estão fora de controle", deve dizer Obama aos americanos, segundo trecos de seu discurso divulgados pela Casa Branca.

Os Estados Unidos atualmente gastam mais de US$ 2 trilhões anualmente em saúde, mas 46 milhões de cidadãs não têm seguro médico.