Netanyahu diz que está pronto para início imediato de conversas de paz

REUTERS

JERUSALÉM - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse estar preparado para iniciar imediatamente negociações de paz com os palestinos, mas não fez menção à criação de um Estado para eles, uma omissão que incomodou autoridades árabes, europeias e norte-americanas.

- Estamos preparados para retomar as negociações de paz sem demora e sem quaisquer pré-condições. Quanto antes, melhor - disse Netanyahu por vídeo a uma conferência do Comitê Americano dos Assuntos Públicos de Israel.

Netanyahu descreveu uma abordagem 'tripla', que incluiria discussões políticas, estímulos à economia palestina e o fortalecimento das forças palestinas de segurança.

Mas o negociador palestino Saeb Erekat criticou o caráter 'vago' do discurso e o fato de Netanyahu não se comprometer com a negociação das questões centrais, como o status de Jerusalém, o futuro dos refugiados e a própria criação do Estado palestino.

- Ninguém tem tempo para relações públicas e para a linguagem vaga. Espero que não tenhamos de esperar anos para ter uma resposta 'sim' ou 'não' a essas questões simples, temos de saber agora - disse Erekat.

Em discurso no mesmo evento, o presidente de Israel, Shimon Peres, disse que o novo governo direitista do país quer a paz com todos os árabes, mas também evitou citar explicitamente a criação de um Estado palestino.