Hillary: ganhos de China e Irã na América Latina são 'perturbadores'

REUTERS

WASHINGTON - O Irã e a China estão conseguindo ganhos 'perturbadores' na América Latina, e Washington não pode isolar líderes de países como Venezuela e Bolívia, afirmou nesta sexta-feira a secretária de Estado americana, Hillary Clinton. - O governo anterior tentou isolá-los, tentou dar apoio aos opositores deles, tentou convertê-los em párias internacionais. Isso não funcionou - disse Hillary a funcionários do serviço de relações exteriores em um encontro no Departamento de Estado.

Países como China, Rússia e Irã estão obtendo vantagens na América Latina, disse ela, ao forjar relações próximas com líderes que vinham sendo hostis a Washington durante o governo Bush. - Na verdade, se você olhar para os ganhos em particular na América Latina que estão sendo obtidos pelo Irã e pela China, eles são bem perturbadores. Eles estão construindo conexões políticas e econômicas muito fortes com muitos desses líderes - disse ela.

O governo Obama tem tentado deixar para trás os atritos com vários países da América Latina, incluindo a Venezuela, e tem buscado renovar o relacionamento com Cuba e Bolívia.