Presidente colombiano fala sobre narcotráfico com Papa

Agência ANSA

CIDADE DO VATICANO - O papa Bento XVI recebeu na manhã de quinta-feira o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, com quem conversou por cerca de 30 minutos sobre narcotráfico e políticas sociais.

O mandatário, que viajou à Itália para uma visita de um dia, está acompanhado por 14 pessoas, entre elas sua esposa, Lina Moreno, e o ministro das Relações Exteriores colombiano, Jaime Bermúdez. Antes, ele esteve na Espanha.

Uribe disse que estava "muito emocionado" por se reunir em audiência com Bento XVI, recordando que havia sido recebido por seu antecessor, João Paulo II, em 12 de fevereiro de 2004.

Segundo uma nota da Santa Sé, Bento XVI -- que pediu um intérprete para participar da reunião, alegando entender espanhol, mas ter dificuldades para falar a língua -- e Uribe falaram de política internacional, narcotráfico e da luta contra a pobreza.

"Os cordiais diálogos permitiram uma frutífera troca de opiniões sobre alguns aspectos da situação do país sul-americano, em particular sobre a luta contra o narcotráfico e sobre políticas sociais que visam melhorar a condição de vida de tantas pessoas que estão ainda na pobreza", explicou a nota.

Também foi discutida a colaboração entre Igreja Católica e o Estado colombiano "pela consolidação da pacificação nacional".

Na tradicional troca de presentes ao término do encontro, o Papa ofereceu a Uribe uma série de medalhas de seu pontificado. Este, por sua parte, retribuiu com abotoaduras de prata e ônix.

No Palácio Apostólico, Uribe se reuniu também com o secretário para Relações Exteriores do Vaticano, monsenhor Dominique Mamberti.

O mandatário deverá ainda se encontrar com o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, para discutir "detalhadamente sobre o que a Colômbia fez no campo da segurança, da paz e da libertação de prisioneiros, e o que pretende fazer no futuro", segundo afirmou o chanceler colombiano na última semana.

Depois, concederá uma entrevista coletiva após o encontro, que acontecerá na tarde de hoje no Palácio Chigi, sede do governo italiano.

Antes, na Espanha, Uribe se reuniu com o primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero e com representantes do legislativo espanhol.