México reúne diplomatas latino-americanos para falar de gripe suína

Agência Brasil

BRASÍLIA - Além de informar a população, o governo mexicano está dando prioridade máxima às medidas destinadas a conter o vírus da gripe suína, de acordo com o embaixador do Brasil no México, Sérgio Abreu e Lima Florêncio. Nesta terça-feira, ele participou de uma reunião com diplomatas latino-americanos na Chancelaria mexicana, para apresentar as providências que o país vem tomando para impedir o avanço da doença.

Segundo Florêncio, as autoridades do país confirmaram a gravidade da situação. Até agora foram registradas 1.995 atendimentos de pessoas que apresentavam sintomas da gripe suína, sendo que 776 estão hospitalizadas.

O embaixador informou ainda que, até o momento, há 149 pessoas morreram, mas sem confirmação oficial se a causa foi a gripe suína. Oficialmente, apenas 26 mortes foram confirmadas.

Além de recomendar o adiamento das viagens ao país, governo mexicano tem alertado a população com relação à necessidade de buscar o atendimento médico rapidamente, evitar aglomerações, usar máscara e lavar as mãos com frequência.

O embaixador considerou importante as medidas que o governo brasileiroestá adotando preventivamente para evitar que a doença chegue ao Brasil.

- É muito importante esse trabalho de advertência a população porque essa influenza (gripe suína), se tiver um atendimento médico adequado num período de 48 horas após o início dos sintomas, tem a probabilidade de cura muito elevada - afirmou Florêncio.

Para o brasileiro Alierso Caetano de Oliveira, que mora na Cidade do México, a situação no país está confusa. Segundo ele, as pessoas são informadas sobre a doença pela televisão, rádio e internet, entretanto, os cidadão mexicanos partilham de um sentimento de desconfiança.

- Parece que as informações estão escondendo alguma coisa - disse.

De acordo com Oliveira, a rotina das pessoas não foi muito alterada, mas elas continuam se protegendo, cerca de 80% das pessoas na Cidade do México usam máscaras.

- Todo mundo anda com muita precaução - afirmou.