Católicos mexicanos pedem proteção contra gripe suína

Agência ANSA

CIDADE DO MÉXICO - Dezenas de católicos realizaram nesta segunda-feira uma procissão no centro histórico da Cidade do México para pedir proteção aos habitantes do país, que é atingido por um surto de gripe suína.

Durante meia hora, os fiéis caminharam pelas ruas próximas à catedral da cidade e entoaram cantos católicos, desrespeitando as advertências de autoridades sanitárias, que recomendam evitar grandes aglomerações para que a doença não se espalhe ainda mais, já que pode ser transmitida de pessoa para pessoa.

Uma equipe de seguranças acompanhou a procissão carregando uma cruz de madeira de quase dois metros de altura com o "Cristo da Saúde", que não era retirado da catedral da capital mexicana há mais de 150 anos. Algumas pessoas usavam máscaras cirúrgicas.

Até o momento, as autoridades mexicanas investigam 152 mortes que poderiam ter sido causadas pela gripe. No mundo, a doença se espalha. Já são 64 casos nos Estados Unidos e também foram registrados contágios em Israel, Canadá, Espanha, Escócia e Nova Zelândia.

Devido à situação emergencial, o governo mexicano suspendeu todas as atividades escolares no país até o dia 6 de maio.