Senadora colombiana pede ajuda do Brasil para libertar reféns das Farc

Carolina Pimentel, Agência Brasil

BRASÍLIA - O assessor para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, recebeu nesta segunda-feira a senadora colombiana Piedad Córdoba, que pediu a ajuda logística do Brasil para a libertação de réfens das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Garcia afirmou que o governo brasileiro não recebeu nenhum pedido formal da Colômbia, porém está sempre disposto a ajudar em missões humanitárias, sempre respeitando a soberania colombiana.

- Não somos nós que definimos a operação. No momento em que houver uma solicitação formal, como houve em outra ocasião, as Forças Armadas, se for uma ajuda, tipo helicóptero, tenho certeza que estaremos dispostos - disse Garcia a jornalistas, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Em fevereiro, seis reféns foram resgatados com a ajuda de militares e de helicópteros da Força Aérea Brasileira.

De acordo com Garcia, na nova operação, seriam libertadas um ou duas pessoas. Uma delas é Pablo Emilio Moncayo, que está em poder das Farc há mais de 12 anos. Segundo a senadora, os guerrilheiros dizem ter nove reféns, mas o governo de Álvaro Uribe contabiliza 125 seqüestrados.