Trabalhistas: Netanyahu quer avançar para a paz no Oriente Médio

Agência AFP

JERUSALÉM - O primeiro-ministro israelense designado, o conservador Benjamin Netanyahu, tem consciência de que avançar para a paz no Oriente Médio é uma necessidade, como afirmou o presidente americano Barack Obama, ressaltaram dois dirigentes trabalhistas. - Netanyahu é consciente das posições de Obama e compreende que é preciso solucionar o conflito israelense-palestino que está no centro de uma solução de paz na região - afirmou o ministro das Relações Sociais, o trabalhista Yitzhak Herzog.

- Vamos trabalhar para trazer a paz ao Oriente Médio, conforme o nosso acordo de coalizão governamental com o Likud - completou.

Já o ministro adjuto da Defesa, Matan Vilani, afirmou que durante as conversações, Benjamin Netanyahu deu a entender que deseja levar em consideração as posições de Obama a respeito do processo de paz no Oriente Médio.